Cláudia Pascoal lança “!”, o seu primeiro álbum

Foi na passada sexta feira, dia 27 de março, que Cláudia Pascoal lançou o seu primeiro álbum a solo, o “!”. É ao longo de 12 temas que a vencedora do Festival da Canção de 2018 volta ao mundo da música, depois de dois anos fora dos holofotes.

Em 2017, Cláudia Pascoal concorreu no “The Voice Portugal”, tendo chegado às semifinais. Um ano depois, subiu ao palco do Festival da Canção, que acabou por vencer com o tema “O Jardim”, composto por Isaura. Agora, em 2020, e depois de estar parada durante dois anos, a artista lançou o álbum “!”. Para Cláudia Pascoal, e de acordo com o Timeout, o ponto de exclamação “é um statement e um reflexo” de quem ela é.  

O novo álbum da artista, que tem 12 temas, conta com a participação de Tiago Bettencourt como produtor. À revista NiT, Cláudia Pascoal revela que foi este que a ajudou a encontrar a sua “identidade musical” e que se “tornou um grande amigo”. A cantora juntou ainda alguns nomes portugueses como Samuel Úria, David Fonseca, Joana Espadinha, Miguel Lestre e Luís José Martins, para fazer parte deste álbum. Com um relevo mais humorístico, Cláudia Pascoal convidou também Nuno Markl. A artista admitiu à Rádio Comercial que quis que o disco “tivesse um conceito com um envolvimento muito gráfico e estético, mas que também fosse humorístico”.

Em conversa com a revista NiT, a cantora explica que a sua digressão nacional teve de ser adiada por causa do novo coronavírus. A esperança é de que os concertos aconteçam na mesma, mas “a apontar para o final do ano”. Apesar disto, a COVID-19 não parou Cláudia Pascoal. Esta revela que tem feito “imensos conteúdos”. Não só dá concertos online, sendo o direto no festival Eu Fico Em Casa um exemplo, como está a gravar um novo videoclipe. A artista faz também entrevistas aos convidados do seu álbum, de forma a “promover as características próprias do projeto”, afirma à revista NiT.

Mesmo não tendo o disco em mãos, é possível fazer chegar todas as músicas a nossa casa. Seja comprando-as no iTunes ou ouvindo-as através do YouTube ou do Spotify