Dia Mundial do Livro: a tradição duradoura de quem lê e de quem escreve

Fonte: Pixabay License

Hoje, dia 23 de abril, celebra-se o dia internacional do livro. A tradição remonta-nos até 1926, onde, inicialmente a 5 de abril, a data era marcada pela oferta de livros e rosas entre os habitantes da Catalunha. Este ano as celebrações são diferentes. Contam com descontos em diversas livrarias, a emissão de adaptações de obras literárias ao cinema e campanhas como “Adota uma livraria”.

As editoras Antígona e Orfeu Negro foram quem lançou a ideia para o ar. Convidaram os leitores a, ao longo de dez dias, encomendarem livros para que 30% do valor das vendas revertesse para uma livraria específica, escolhida pelas mesmas.

A Direção Geral do Livro, dos Arquivos e das Bibliotecas (DGLAB) criou também um passatempo para todos os utilizadores assíduos das bibliotecas. #UmaBibliotecaUmLeitor incentiva, tanto os mais novos como os mais velhos, a escolherem a sua obra literária favorita. A DGLAB também convidou a ilustradora Mariana Rio a desenhar uma ilustração dedicada à efemeridade característica dos livros.

“Um livro no coração. Todos somos Livros.”
Cartaz de Mariana Rio

E porque muitas obras saltaram para os ecrãs, o AXN Movies passou, durante o dia de hoje, adaptações de livros, desde contos históricos até filmes de suspense e adrenalina. Para os mais poupados, a Bertrand e a Fnac assinalam esta data com descontos diretos em centenas de livros selecionados.