Direção do Sporting sofre duas saídas

Frederico Varandas, presidente do Sporting. Fonte: André Kosters/Lusa

Filipe Osório de Castro, vice-presidente do clube, e Rahim Ahamad, vogal do Conselho Diretivo, deram por terminado o seu envolvimento com o Sporting Clube de Portugal. Assim anunciaram os leões, na passada segunda-feira, em comunicado.

As saídas surgem “por motivos pessoais e profissionais, consequência de crise mundial gerada pela pandemia de covid-19”, segundo o comunicado. O clube aproveitou para agradecer “o esforço e dedicação” de Filipe Osório de Castro e Rahim Ahamad durante o serviço prestado ao Sporting, “em particular o contributo que deram  nestes últimos meses extremamente difíceis das suas vidas profissionais, nos quais nunca deixaram de contribuir ativa e positivamente para a gestão no nosso clube”.

Desta forma, André Cymbro assume a posição de vogal no Conselho Diretivo do Sporting, estando encarregue da pasta Internacional, e Pedro Lancastre passa a representar o clube na área do património. A pasta dos Sócios e Museus fica a cargo de Alexandre Ferreira, André Bernardo ocupa o Marketing e área Comercial, enquanto que a área Institucional fica nas mãos de Miguel Nogueira Leite, como informa o documento.

Frederico Varandas, Francisco Salgado Zenha, João Sampaio, Maria Serrano e Miguel Afonso mantêm as pastas anteriores.