“El Loco”: O anjo da guarda do clube argentino Godoy Cruz

Fonte: Mendoza Post

“El Loco” Julio, o mais conhecido adepto do Godoy Cruz, morreu na passa terça-feira, dia 12 de maio, aos 80 anos. Julio Roque Pérez ganhou a lotaria de San Juan com 15 anos e doou a totalidade do prémio ao clube argentino.

Antes de ser “El Loco”, Júlio vivia com os avós, mas foi obrigado a procurar abrigo nas ruas de Mendonza quando os mesmos faleceram. Teve a oportunidade de mudar a sua vida quando ganhou a lotaria, mas o amor à camisola falou mais alto. Com o dinheiro do prémio, o Godoy Cruz modernizou o seu estádio, Feliciano Gambarte. Como forma de homenagem e agradecimento, o clube argentino ergueu uma estátua do adepto no dia 1 de junho de 2016.

Desde então, começou a trabalhar para a câmara do município e ganhou o carinho de todos os seguidores do clube. Ajudavam-no com problemas de saúde que foram batendo à porta de “El Loco” e alguns usavam, inclusive, bandeiras do Godoy com a sua cara.

Fonte: Mais Futebol

Julio Pérez encontrava-se internado há uma semana devido a uma doença pulmonar que o acabou por vencer. “O céu ficou louco de amor, alegria e simplicidade”, lê-se numa publicação das redes sociais do clube.

A despedida aconteceu no final de tarde de quarta-feira, dia 13 de maio, com o carro fúnebre a percorrer as ruas de Mendoza. Em tempo de pandemia causada pela Covid-19, foram apontadas algumas críticas por aglomerar centenas de pessoas, nem todas usando equipamentos de proteção. Apesar dos pedidos expressos do clube para que se respeitassem as medidas sanitárias, o protocolo não foi fiscalizado, nem cumprido, por falta de forças policiais no local.